Ministério da SaúdeMinistério da Saúde
 
English Español Russo   Français
Comunidade Cadastro Mapa Dúvidas Endereços Fale

 Voltar para: Página principal > Área técnica> Pesquisa > Informe de C&T

Pesquisa
Projetos de Pesquisa

Estudo da Soroprevalência da Infecção pelo HIV, Sífilis e Hepatite C em instituições públicas de atenção a Saúde Mental: Um Estudo Multicêntrico Nacional

COORDENADOR: MARK DREW CROSLAND GUIMARÃES     Currículo Lattes

PERÍODO: 2006 - 2007

SITUAÇÃO: Encerrado

NATUREZA: ESTUDOS E PESQUISAS

POPULAÇÃO ALVO: Portadores de deficiência

OBJETIVOS: Determinar a prevalência de HIV, sífilis e hepatite C em hospitais psiquiátricos e em serviços substitutivos (CAPS) públicos, em amostra representativa nacional selecionada aleatoriamente, estratificando pelo tipo de serviço (Hospitais e CAPS) e ponderando-se pela distribuição populacional dos municípios. Descrever o perfil sócio-demográfico, de comportamento e situação de risco, e de atenção a saúde, incluindo diagnóstico, tratamento e tempo de internação, dos pacientes hospitalizados e/ou em acompanhamento nas instituições selecionadas. Avaliar a existência de associação entre a prevalência de HIV, sífilis e Hepatite C e as características sócio-demográficas, de comportamento e situação de risco, e de atenção a saúde dos participantes. Avaliar a estrutura dos servi90s (hospitais, CAPS) envolvidos no estudo. Descrever os aspectos etnográficos/qualitativos e de representação social dos participantes em relação aos comportamentos e situações de risco identificados.

RESUMO: Estudo de corte transversal com componentes quantitativo e qualitativo tendo como principal objetivo determinar a prevalência da infecção pelo HIV, sífilis e hepatite C e os fatores associados com a positividade entre pacientes internados em hospitais psiquiátricos públicos e entre pacientes em acompanhamento em serviços substitutivos (CAPS) em amostra representativa nacional. Os participantes serão submetidos a uma entrevista estruturada que abordara aspectos sócio-demográficos, psicossociais, comportamentais, clínicos e aqueles relativos aos serviços. Dados complementares serão obtidos dos prontuários médicos. A análise quantitativa incluíra distribuição de freqüência, análise univariada e multivariada por meio do modelo de regressão logística binomial e polinomial. Serão estimados os odds ratios com intervalo de confiança de 95%. A abordagem qualitativa incluirá entrevistas em profundidade abertas com pacientes dos centros selecionados e grupos focais com profissionais de saúde envolvidos com a atenção a saúde de indivíduos portadores de sofrimento mental, procurando compreender o processo vivenciado pelos pacientes/profissionais durante o tratamento/acompanhamento. Os resultados deverão ser utilizados pelos serviços de saúde participantes e pelo Ministério da Saúde (PN-DST/AIDS e Área Técnica em Saúde Mental) na compreensão e elaboração de estratégias de melhoria da atenção a saúde dos pacientes que se encontram infectados pelo HIV, sífilis e hepatite C bem como para auxiliar na implementação de medidas de prevenção destas condições.

METODOLOGIA: Desenho: Será realizado estudo de corte transversal por um período de aproximadamente 1 (um) mês, durante o qual será determinada a prevalência da infecção pelo HIV, sífilis e hepatite C entre os pacientes internados ou em atendimento nos centros selecionados. Informações sobre a atenção a saúde, incluindo os aspectos clínicos, o perfil sócio-demográfico e as características dos serviços serão coletados retrospectivamente. Sorologias: Será oferecido aos participantes a oportunidade de fazer exames para sífilis, hepatite C e HIV, com aconselhamento pré e pós-teste. Aqueles que concordarem (vide consentimento abaixo) terão 1 ml de sangue coletado por meio de punção com lanceta na polpa do dedo indicador para realização dos exames específicos. O sangue será coletado em papel filtro, seguindo normas padronizadas, secados ao ar livre e posteriormente enviados para a Coordenação Central. A positividade para sífilis será feita utilizando técnica de detecção de IgM em Kit testado e avaliado para papel filtro. De maneira semelhante, a positividade para o HIV (ELISA - Enzyme-linked Immunoassay) e hepatite C (anti-corpos IgG) será feita também utilizando metodologias testadas e avaliadas para aplicação em papel filtro (CAIAFFA, 2001). Chamamos atenção para o fato de que estes exames serão considerados como exames iniciais de triagem, e não serão utilizados para fins de diagnóstico. Todos os pacientes positivos nestes nesta etapa deverão ser encaminhados aos serviços de referência para confirmação laboratorial seguindo protocolo do Ministério da Saúde, principalmente para o HIV. Será de responsabilidade dos serviços participantes este encaminhamento e a comunicação dos resultados aos pacientes. Neste caso, deverão ser realizados dois ELISA, com princípios ativos diferentes e confirmação realizada por meio de Western Blot ou Imunodeficiência, enquanto que para hepatite C será feita esta confirmação poderá ser feita por método mais específico (RIBA - Recombinant Immunoblot Assay). Em todos os exames serão utilizadas técnicas padronizadas e disponíveis no mercado. Os exames serão realizados, de forma centralizada, em laboratório de referência da Faculdade de Medicina da UFMG (NUPAD - Núcleo de Propedêutica e Atenção Diagnóstica). Entrevista Semi-Estruturada e Questionário de Avaliação do Serviço: Todos os pacientes selecionados para a pesquisa, e que concordarem em participar, serão submetidos a uma entrevista semi-estruturada para verificar as características sócio-demográficas, de comportamento e situação de risco e de atenção a saúde incluindo: idade, nível de instrução, residência, renda familiar, diagnóstico, tratamentos e condutas, história e diagnóstico de doenças sexualmente transmissíveis, tempo de internação, comportamento sexual, uso de álcool e drogas lícitas, tabagismo, encarceramento, violência verbal, física e sexual e outros fatores associados com o risco de transmissão das infecções de interesse. Informações complementares serão extraídas dos prontuários médicos. Propõe a realização de entrevista semi-estruturada com perguntas fechadas e abertas. Tanto a entrevista quanta a coleta de sangue deverão ser realizadas dentro da rotina dos servi 5, visando minimizar possíveis desconfortos aos pacientes. O instrumento para a responder aos objetivos 2 e 3 foram preparados e testados em estudo piloto, e ainda poderão sofrer alterações finais. Para o objetivo 4, será utilizado o instrumento de avaliação de estrutura de serviços adaptado e testado em estudo piloto para as instituições psiquiátricas (Hospitais e CAPS). A aplicação deste instrumento será feita pelo supervisor local no decorrer da pesquisa e objetiva avaliar a estrutura dos serviços, As variáveis de interesse para este item incluem numero de leitos, numero, tipo e capacitação dos profissionais ligados a saúde mental, existência de atenção clinica e/ou cirúrgica, numero e capacitação dos profissionais clínicos/cirúrgicos, numero e qualidade de manutenção de consultórios, salas de cirurgia (e outros) e dos instrumentos, dentre outros. Os instrumentos serão testados e avaliados quanta a sua confiabilidade em estudo piloto. Estudo Qualitativo: Para analisar os aspectos psicossociais referente ao tema em estudo, em abordagem qualitativa, optou-se pelo referencial das representações sociais. Jovchelovitch & Guareschi (1995) enfatizam o significado dessas representações enquanto um fenômeno psicossocial que se encontra arraigado no espaço público e nos processos através dos quais o individuo desenvolve uma identidade social, cria símbolos e abre-se para a diversidade de um mundo coletivo. Os significados são elaborados por um grupo social que se transformam e se tornam subjetivados. A coleta de dados será realizada através de um roteiro de entrevistas, que serão gravadas com o prévio conhecimento e consentimento dos participantes. Esta prevista a realização de 60 entrevistas para avaliar o use do preservativo, conhecimentos e atitudes em relação as DSTs/AIDS, comportamentos de risco e vulnerabilidade para o HIV e conhecer as representações sociais a respeito da sexualidade e da relação de gênero. Também fez parte do estudo piloto a aplicação e avaliação de algumas entrevistas qualitativas. Roteiro: A entrevista constara de uma questão norteadora, naão-diretiva, em forma de relato de vida no sentido que lhe confere Bertaux (1997) e Gaulejac (2001): "Conte-me sobre sua vida afetiva e sexual". (Caso seja necessário relançar a fala do entrevistado, levantar questões relativas as idéias/representações sobre as doenças, sobre formas de prevenção (conhecimento e escolhas), temores, religiosidade, parceiros amorosos e sexuais, prazer e amor). Para estes autores, e necessário entender que entre as experiências vividas e seu relato se interpõem diversas mediações (percepção, memória, refletividade do sujeito, suas capacidades narrativas e os parâmetros da situação da entrevista, etc), que devem ser ainda mais consideradas no que se refere a pessoas com doença mental. Porem, Bertaux (1997) nos lembra que estas mediações, também para pessoas que tem sofrimento mental, trazem consigo as significações que o sujeito atribui as experiências e que servem de substrato, por isto mesmo, para suas ações, atitudes e posturas diante da pr6pria vida e nas relações sociais, no presente e no futuro. Assim, e dispondo de uma serie de testemunhos sobre o mesmo objeto social, o pesquisador deve buscar um núcleo comum das experiências, que corresponde a sua dimensão social numa abordagem sociológica, conferindo-lhe o caráter de rigor necessário a pesquisa. As entrevistas serão gravadas em fita cassete, mediante autorização previa e transcritas na integra. O tempo de entrevista e o número de encontros não serão definidos a priori, ficando a cargo do pesquisador e do entrevistado, durante este processo, decidirem sobre a finalização da coleta. O numero de participantes também não e definido anteriormente e o critério para a suspensão de novas entrevistas será o da repetitividade de conteúdos, quando ha saturação de informações, o que permitira estabelecer uma análise rigorosa e contextualizada posteriormente, considerando-se o ponto de vista dos sujeitos. Assim, e obrigatório que a analise preliminar das entrevistas seja realizada durante a coleta, havendo uma primeira listagem de unidades temáticas abordadas pelos sujeitos. A definição inicial de inclusão de 60 participantes na pesquisa qualitativa deve-se, então, a necessidade de programação e de orçamento no projeto. Analise das informações: A análise das entrevistas fundamenta-se na proposta de análise narrativa de Demaziere e Dubar (1997), que e dividida em 3 etapas. A primeira etapa do trabalho corresponde à análise de cada entrevista, separadamente. Nesta etapa, o primeiro momento e o de leitura vertical (BLANCHET & GOTMAN, 1992), buscando o sentido global de cada uma, quando também noções e palavras que chamam a atenção são marcadas, permitindo conhecer o "tom" da entrevista e indicar os temas presentes. Num segundo momento, chamado de leitura horizontal (BLANCHET & GOTMAN, 1992), o conjunto do texto e numerado em seqüências, fazendo surgir os enunciados que explicitam o campo de significações para a pessoa que fala em torno de cada objeto do discurso. Estes objetos se encontram, obviamente, espalhados ao longo da fala, pois este e sempre um processo de idas e vindas para apresentá-los e justificá-los. Em seguida, os objetos e suas explicações serão reagrupados, reorganizando as seqüências por temas, na totalidade do relato, tentando encontrar, acompanhar e reproduzir o trabalho de categorização que o próprio entrevistado realizou. A tematização permite, assim, recuperar a complexidade das experiências dos entrevistados, numa leitura horizontal, e os enunciados serão categorizados nas suas similitudes e diferenciações, nas disjunções e conjunções apresentadas. A segunda etapa do trabalho consiste em encontrar o que e comum e discordante no conjunto de entrevistados para agrupar e categorizar o significados explicitados, numa leitura chamada de transversal (BLANCHET & GOTMAN, 1992), desvelando as representações que os entrevistados tem sobre as doenças, os riscos e a prevenção das DST e HIV/AIDS. Em seguida, passa-se a terceira etapa, correspondente ao fechamento da análise, que podemos chamar de teorização, onde as categorias surgidas na analise das entrevistas são aprofundadas pelas leituras e reflexões teóricas do pesquisador (DEMAZIERE & DUBAR, 1997). Tamanho da Amostra: Considerando os objetivos do estudo de se estimar a prevalência de quatro condições diferentes, optou-se por uma estimativa preliminar de tamanho amostral baseada nos seguintes parâmetros: estimativa media das condições (o mais conservador possível) de 50%, um nível de precisão de 0,2% (considerando a necessidade de obter estimativas estratificadas) e um nível de confiabilidade de 5%. Serão necessários 2.401 pacientes para se estimar a verdadeira prevalência das condições de interesse. Considerando uma perda estimada de 40%, o numero amostral final foi calculado em 3.362 (FOREMAN, 1991; SIQUEIRA 2001; LEVY & LEMESHOW 1991). Escolhido o tamanho de amostra total, o próximo passo foi proceder a amostragem estratificada por região do país, com partilha proporcional de acordo com a distribuição dos casos de AIDS notificados ate dezembro de 2003, e tipo de atendimento (Hospitais e CAPS). Visando obter uma menor variabilidade amostral entre as unidades selecionadas na região Sudeste, ajustou-se o numero final de pacientes a serem selecionados de acordo com o centro com o menor numero de leitos da seguinte forma: Probabilidade amostral de cada um dos centros selecionados = P(n) = Número de leitos/Total de leitos Ajuste da probabilidade amostral = A(n)=P(i)/P(n), sendo P(i) aquele com menor probabilidade Ajuste do numero final de pacientes = A(f)= A(n)*(Numero de leitos de cada centro) O tempo de permanência, longa permanência (acima de um ano) e menos que um ano, será avaliado a posteriori. O plano amostral foi assim constituído de cinco etapas: 1. Cálculo amostral; 2. Distribuição da amostra de acordo com os estratos Hospitais e CAPS; 3. Ponderação de cada estrato de acordo com as Regiões e distribuição dos casos de AIDS; 4. Seleção aleatória, dentro de cada estrato (região), dos Hospitais ou CAPS; 5. Seleção aleatória dos pacientes a serem testados dentro de cada unidade. Finalmente, após a coleta dos dados, para obtermos as estimativas das prevalências da infecção pelo HIV, hepatite C e sífilis, devemos respeitar o plano amostral adotado. Os CAPS e Hospitais sorteados encontram-se no Quadro 1. PLANO DE COLETA: Protocolo: Utilizando o plano amostral cada centro devera seguir de forma padronizada a seleção dos pacientes, a aplicação do questionário, incluindo a coleta de dados do prontuário, e coleta de sangue para exames. Seleção do Paciente: A amostra de pacientes hospitalizados será selecionada a partir de listagem de pacientes internados no momento da pesquisa. Para os CAPS, propõe a seleção de pacientes de forma seqüencial durante o período designado para a realização da pesquisa (um mês), de acordo com planilha amostral pré-definida. Esta deve estar disponível em um local (e.g. enfermaria, recepção, ambulatório) que facilite a seleção, em todos os turnos, de forma seqüencial. O Coordenador Local ficará responsável pela supervisão deste processo. Chegando o paciente para atendimento, no caso dos CAPS, a recepção deve verificar a lista e caso aquele paciente tenha sido selecionado, será alocado um número de identificação (IDENT), que deve ser anotado na Ficha de Controle de Recrutamento. Estes números estão pré-definidos para cada centro participante. Não devem ser alterados. A recepção deve repassar este anexo para o Coordenador na medida em que as seleções ocorrerem. Não devem ser acumuladas. Por número de ordem (ORDEM) entende-se a seqüências de chegada dos pacientes em cada centro, e ao final do recrutamento deve coincidir com o tamanho amostral. O número de identificação (IDENT) e previamente definido para toda a pesquisa. Para os pacientes internados, a Coordenação Local deve dispor de uma listagem dos pacientes que serão selecionados aleatoriamente de acordo com os números previamente definidos por centro. Deve-se então localizar o paciente (enfermaria, quarto, leito etc.) a fim de viabilizar a coleta de sangue e a entrevista. Entrevistas Semi-Estruturadas e Coleta de Sangue: O Coordenador Local devera indicar ao entrevistador e ao técnico o momento da entrevista a coleta da material. Recomenda-se que a coleta de sangue seja feita antes da entrevista, provavelmente dentro da rotina do serviço. Este item pode ser flexibilizado de acordo com as necessidades locais. Ressalta-se que o termo de consentimento deve ser obtido antes das atividades previstas, quer seja entrevista ou coleta. O termo de consentimento devera ser aplicado por pessoa treinada para este fim, de preferência o próprio coordenador ou o entrevistador. As instruções de coleta preparo, armazenamento e transporte das amostras devem estar disponíveis em cada centro. O entrevistador devera receber o questionário já com o número de identificação afixado a folha de rosto preenchido. Os tubos de coleta de sangue devem ser identificados com o mesmo numero. A entrevista deve ser acompanhada de apresentação e introdução incluídas no manual de orientação da entrevista. O Coordenador Local deve certificar que foi feita a entrevista e que o material foi coletado e, em seguida, registrar na Ficha de Controle de Recrutamento. O Coordenador Local deve acompanhar o processamento do material e verificar que as alíquotas sejam adequadamente estocadas. Deve receber as entrevistas preenchidas, verificar se existe erro de preenchimento (i.e., espaços em branco, letras ilegíveis, opções duplicadas, codificações incorretas, etc.) e guardar ate o final do recrutamento. O consentimento assinado deve ser guardado em armário onde somente o Coordenador Local tenha acesso. Ao final do período e após completar a amostra necessária, o material (entrevistas, os consentimentos assinados, ficha de controle de recrutamento, papel filtro) deve ser enviado a Coordenação Geral localizada no GPEAS-UFMG (Grupo de Pesquisas em Epidemiologia a Avaliação em Saúde). A seqüência de pacientes selecionados descrita na planilha deve ser seguida rigorosamente. No caso de recusa de participação, após os devidos esclarecimentos, deve ser registrado na ficha de controle de recrutamento como "Não-participante", anotando-se dados mínimos no questionário (e.g. idade, sexo, escolaridade, renda familiar, diagnostico), se possível. Não haverá substituição desta não-participação, pois o tamanho amostral já antecipou em 40% estas perdas. Deve-se proceder normal mente com a lista ate obter o tamanho definido. O objetivo e obter o número mínimo estipulado. Caso o número mínimo não tenha sido obtido dentro do prazo de um mês, este tempo pode ser prorrogado, após consulta a Coordenação Geral do Projeto. Os exames serão realizados em laboratório de referência da Faculdade de Medicina - UFMG (NUPAD), em Belo Horizonte. Após a realização dos exames, o laboratório de referência encaminhará os resultados em planilhas pré-definidas a Coordenação Geral do Projeto. Cada Centro devera receber os resultados dos exames de seus respectivos participantes, o que devera ser feito através da Coordenação do Projeto. O cronograma de atividades pode ser visto na Parte V. Será realizada análise de confiabilidade das entrevistas e dos exames realizados. Para isso, uma pequena parcela da população participante do estudo (amostra aleatório de 5%) será convidada a repetir a entrevista, no prazo de uma semana apos a 1º entrevista, e coletar nova amostra para os exames. O questionário de avaliação do serviço será aplicado pelo Coordenador Local durante a realização da coleta de dados, prevista para um período de um meso As entrevistas qualitativas serão também realizadas neste período por pessoal especial mente treinado. Estão previstos dois pacientes por centro selecionado para participarem da entrevista qualitativa. ANÁLISE DE DADOS: Uma vez chegando na Central de Dados, os questionários e os resultados de exames serão digitados em banco de dados (Paradox Windows®) e processados para analise. Serão criados filtros de validação visando aprimorar a qualidade dos dados. A confiabilidade dos dados coletados na entrevista será avaliada através do percentual de concordância a do índice de Kappa, comparando-se a entrevista original com uma segunda entrevista em 5% dos pacientes. Os dados serão analisados utilizando-se os softwares SAS® e Egret®. As diferenças de proporção serão avaliadas através do qui-quadrado, as diferenças de médias através do teste t de Student. O nível de significância considerado será de 0,05. A estimativa da forca da associação será feita através do odds ratio (OR) com intervalo de confiança de 95% e o efeito independente das potenciais variáveis explicativas por meio do modele de regressão logística binomial e polinomial.

DADOS FINANCEIROS

PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Resultado: Artigo em Periódico Nacional Indexado
Referência: GUIMARAES, M. D. C. ; OLIVEIRA, Helian Nunes de ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; SANTOS, Carolina Ali ; GOMES, Carlos Eduardo Rezende ; OLIVEIRA, Suely Broxado de ; FREITAS, Maria Imaculada de Fátima ; ACÚRCIO, Francisco de Assis ; MACHADO, Carla Jorge . Reliability and validity of a questionnaire on vulnerability to sexually transmitted infections among adults with chronic mental illness - PESSOAS Project. Revista Brasileira de Psiquiatria (São Paulo), v. 30, p. 55-59, 2008.

Resultado: Artigo em Periódico Nacional Indexado
Referência: MELO, Ana Paula Souto ; ACÚRCIO, Francisco de Assis ; CHERCHIGLIA, Mariângela Leal ; VELOSO, Carolina Crosland Guimaraes ; GUIMARAES, M. D. C. . Avaliação de serviços de saúde mental: Assistência e prevenção às doenças sexualmente transmissíveis no contexto do Projeto PESSOAS. Revista Médica de Minas Gerais, v. 17, p. S240-s248, 2007.

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: GUIMARAES, M. D. C. ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; ACÚRCIO, F. A. ; CARMO, Ricardo Andrade ; GALBINSKI, K. ; HOFFMANN, M. C. ; MELO, Ana Paula Souto ; OLIVEIRA, Helian Nunes de . Seroprevalence of HIV, HCV, HBV and syphilis among severely mental health patients in Brazil: A national muticenter study. In: IV IAS Conference on HIV Pathogenesis, Treatment and Prevention, 2007, Sydney. Abstract CD-Rom. Sydney : IAS, 2007. v. CDC058. p. 1-1.

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: OLIVEIRA, Helian Nunes de ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; MACHADO, Carla Jorge ; GUIMARAES, M. D. C. . Vulnerability to HIV infection among adults with severe mental illness in Brazil: a pilot study. In: XVI International AIDS Conference, 2006, Toronto. Time to Deliver. Toronto : IAS, 2006. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: MELO, Ana Paula Souto ; CHERCHIGLIA, Mariângela Leal ; ACÚRCIO, Francisco de Assis ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; SANTOS, Carolina Ali ; VELOSO, Carolina Crosland Guimaraes ; GUIMARAES, M. D. C. . Piloto do questionário de avaliação de seviços em duas instituições públicas de saúde mental (Projeto PESSOAS). In: 11 Congresso Mundial de Saúde Pública / 8 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2006, Rio de Janeiro. ANAIS. Rio de Janeiro : ABRASCO, 2006. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: OLIVEIRA, Helian Nunes de ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; MACHADO, Carla Jorge ; GUIMARAES, M. D. C. . Risco para HIV e DST em usuários de saúde mentla: Avaliação de confiabilidade de instrumento de pesquisa. In: 11 Congresso Mundial de Saúde Pública / 8 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2006, Rio de Janeiro. ANAIS. Rio de Janeiro : ABRASCO, 2006. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: OLIVEIRA, Helian Nunes de ; MACHADO, Carla Jorge ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; GUIMARAES, M. D. C. . Vulnerabilidade para HIV e DST em usuários de saúde mental. In: 11 Congresso Mundial de Saúde Pública / 8 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2006, Rio de Janeiro. ANAIS. Rio de Janeiro : ABRASCO, 2006. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: VELOSO, Carolina Crosland Guimaraes ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; CASTILHO, Fábio Morato de ; GOMES, Marina Neves Almeida ; GUALBERTO, Felipe Augusto de Souza ; MELO, Ana Paula Souto ; OLIVEIRA, Helian Nunes de ; TEIXEIRA, Ramiro Davilla Rivelli ; GUIMARAES, M. D. C. . Influência da capacidade jurídica e do grau de deficiência mental em pesquisas envolvendo pacientes psiquiátricos. In: 11 Congresso Mundial de Saúde Pública / 8 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2006, Rio de Janeiro. ANAIS. Rio de Janeiro : ABRASCO, 2006. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: OLIVEIRA, Helian Nunes de ; SANTOS, Carolina Ali ; GOMES, Carlos Eduardo Rezende ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; GUIMARAES, M. D. C. . High-risk behavior among psychiatric patients in Brazil: reliability analysis. . In: 3rd International Conference on HIV Pathogenesis and Treatment., 2005, Rio de Janeiro, RJ.. International AIDS Society, USA.. Rio de Janeiro : International AIDS Society, USA., 2005. v. 1. p. 1.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: GUIMARAES, M. D. C. . Estudo Multicêntrico em HIV/AIDS e Saúde Mental HIV/Aids e Saúde Mental: Projeto PESSOAS: Recrutamento e Dados Preliminares. 2007.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: GUIMARAES, M. D. C. . Linking HIV/STD/HEPATITIS prevalence to risk behaviors of psychiatric patients: a national health services study in Brazil. 2006.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: GUIMARAES, M. D. C. . Estudo Multicêntrico em HIV/AIDS e Saúde Mental HIV/Aids e Saúde Mental: Projeto PESSOAS: Metodologia e Perspectivas. 2005.

Resultado: Relatório de Pesquisa
Referência: GUIMARAES, M. D. C. ; ACÚRCIO, F. A. ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; FREITAS, Maria Imaculada de ; MELO, Ana Paula Souto ; OLIVEIRA, Helian Nunes de . Estudo de soroprevalência da infecção pelo HIV, sífilis, hepatite B e C em instituições públicas de atenção em saúde mental: Um estudo multicêntrico nacional - Relatório Técnico Final. 2007.

Resultado: Relatório de Pesquisa
Referência: GUIMARAES, M. D. C. ; CAMPOS, Lorenza Nogueira ; ACÚRCIO, F. A. ; FREITAS, Maria Imaculada de ; MELO, Ana Paula Souto ; OLIVEIRA, Helian Nunes de . Estudo de soroprevalência da infecção pelo HIV, sífilis, hepatite B e C em instituições públicas de atenção em saúde mental: Um estudo multicêntrico nacional - Relatótio Técnico Parcial. 2006.

Resultado: Artigo em Periódico Nacional Indexado
Referência: CAMPOS, Lorenza Nogueira, GUIMARAES, Mark Drew Crosland, CARMO, Ricardo Andrade et al. Prevalência de infecção por HIV, sífilis e hepatite B e C entre portadores de doenças mentais crônicas. Cad. Saúde Pública, 2008, vol.24 supl.4, p.s607-s620. ISSN 0102-311X.

Resultado: Artigo em Periódico Nacional Indexado
Referência: Mark Drew Crosland Guimarães, Lorenza Nogueira Campos, Ana Paula Souto Melo, Ricardo Andrade Carmo,Carla Jorge Machado, Francisco de Assis Acurcio for the PESSOAS Project Network Group Prevalence of HIV, syphilis, hepatitis B and C among adults with chronic mental illness: a multicenter study in Brazil. Brazilian J Psychiat. 2009;31( 1):43-7

Resultado: Artigo em Periódico Nacional Indexado
Referência: Oliveira HN, Machado CJ, Campos LN, Acurcio FA, Guimarães MDC Avaliação da confiabilidade de entrevista aplicada a indivíduos com transtornos mentais: Projeto PESSOAS. Rev Méd Minas Gerais 2008; 18(4) Suppl 4:S40-S45

Resultado: Organização de Livro Nacional
Referência: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. 252p.

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Campos LN, Guimarães MDC, Carmo RA, Melo APS, Oliveira HN, Elkington K, McKinnon K. Sintese de revisão da literatura: prevalência de IST e comportamentos de risco em pacientes psiquiátricos (Cap 3). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 31-32.

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Guimarães MDC, Acurcio FA, Campos LN, Melo APS, Cherchiglia ML, Carmo RA, Oliveira HN, Freitas MIF, Oliveira SB, Machado CJ, Galbinsky K, Hoffmann MCCL. Projeto PESSOAS - Metodologia dos componentes quantitativo e qualitativo (Cap 4). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 33-49

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Guimarães MDC, Acurcio FA, Campos LN, Melo APS, Cherchiglia ML, Carmo RA, Oliveira HN, Machado CJ. Projeto PESSOAS: Recrutamento e análise descritiva (Cap 5). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. 252p. p. 51-70

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Melo APS, Acurcio FA, Cherchiglia ML, Veloso CCG, Guimarães MDC. Projeto PESSOAS – Avaliação de serviços de saúde mental na assistência e prevenção às infecções sexualmente transmissíveis. (Cap 6). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 71-83

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Freitas MIF, Oliveira SB, Giami A, Gomes AS, Silveira RD, Guimarães MDC. Projeto PESSOAS - Práticas e representações de pessoas com transtornos mentais sobre as infecções sexualmente transmissíveis e a aids e suas formas de prevenção (Cap 7). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 85-108

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Guimarães MDC, Acurcio FA, Freitas MIF. Comentários, Recomendações e Perspectivas (Cap 9). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 127-133.

Resultado: Capítulo de Livro Nacional
Referência: Wainberg ML, Borges CBS, Reagin D, Pinto D, Mann CG, Projeto PRISSMA. Modelos de intervenção: uma alternativa de prevenção das IST/HIV para pacientes com transtornos mentais – Projeto PRISSMA (Cap 8). In: Guimarães MDC, Acurcio FA, Possas CA, De Sá, M. Organizadores. Prevenção e atenção às IST/Aids na saúde mental no Brasil: Análises, desafios e perspectivas. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Série B. Textos Básicos de Saúde. Série Pesquisas, Estudos e Avaliação n° 11. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. p. 109-125.

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: Guimarães MDC, Wainberg M, Campos LN, Melo APS, Mckinnon K, Pessoas Project Network Group - Risk behavior among patients with chronic mental illness in a national multicenter study in Brazil: gender differences. In: XVII INTERNATIONAL AIDS CONFERENCE 3-8 August 2008, Mexico City. Oral Abstract Session Beyond Barriers: Disabilities and AIDS WEAD0202. Access: http://www.kaisernetwork.org/health_cast/hcast_index.cfm?display=detail&hc=2917

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: Guimaraes MDC. HIV seroprevalence and risk behavior among psychiatric patients: a national health service study in Brazil. In: Grand Rounds, HIC Center for Clinical and Behavioral Studies, Columbia University, NY, April 24, 2008. Access: http://www.hivcenternyc.org/lectures/2007-2008/apr08.html

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimaraes MDC. "PESSOAS: Soroprevalência e comportamentos de risco" Projeto PESSOAS – Estudo de Soroprevalência da infecção pelo HIV, Sífilis, Hepatite B e C em instituições públicas de atenção em saúde mental no Brasil. In: II Conferência PRISSMA "Integração PRISSMA –PESSOAS: Perspectivas para a prevenção de HIV/DST na Saúde Mental no Brasil". ABIA & Columbia University, Rio de Janiero, 14 de Março de 2008. http://www.abiaids.org.br/eventos/eventoView.aspx?lang=pt&seq=12372&mid=3&smid=2&fg=Aconteceu

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Campos LN, Guimarães MDC, Melo APS, Freitas, MIF. Comportamento de risco para as infecções sexualmente transmissíveis em portadores de transtorno mental crônico no Brasil. In: VII Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e Aids 27 de junho de 2008, Florianópolis, SC.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimarães MDC, Campos LN; Melo APS; Carmo RA; Machado CJ. Prevalence of HIV, syphilis, hepatitis B and C among adults with chronic mental illness: a national multicenter study in Brazil " – Oral Presentation, at the XVIII IEA World Congress of Epidemiology/VII Brazilian Congress of Epidemiology – "Epidemiology in the Construction of Health for All: tools for a changing world", September 20th -24th , 2008, Porto Alegre, RS – Brazil.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimarães MDC & Projeto PESSOAS. Comportamentos de risco para o HIV em uma amostra nacional representativa de pacientes com Transtornos mentais no Brasil. Oral Presentation, at the XXVI Brazilian Psychiatric Congress. October 15th -17th , 2008, Brasília, DF – Brazil

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimarães MDC & Projeto PESSOAS. Prevenção e atenção às IST/AIDS na sáude mental no Brasil. Conferência. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, 24 de outubro de 2008. Belo Horizonte, MG.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimarães MDC & Projeto PESSOAS. Prevenção e atenção às IST/AIDS na sáude mental no Brasil. Conferência. Reunião do Comitê de Assessor de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, PN DST/AIDS, Ministério da Saúde. 07 de novembro de 2008. Rio de Janeiro, RJ.

Resultado: Resumo de Congresso Nacional
Referência: Guimarães MDC & Projeto PESSOAS. Prevenção e atenção às IST/AIDS na sáude mental no Brasil. Coletiva de Imprensa. PN DST/AIDS, Ministério da Saúde. 11 de novembro de 2008. Brasília, DF.

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: MDC Guimarães, CJ Machado, LN Campos, AP Souto Melo, RA Carmo, Pessoas Project Network Group - Factor associated with HIV infection among patients with chronic mental illness in a national multicenter study in Brazil. In: XVII INTERNATIONAL AIDS CONFERENCE 3-8 August 2008, Mexico City. CD-ROM Publication CDC0151

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: CBS Borges, K Mckinnon, MDC Guimaraes, ML Wainberg, KS Elkington, C Gruber Mann, DS Pinto, P Mattos - Understanding the context of sexual risk behaviors among adults receiving treatment in mental health settings in Brazil. In: XVII INTERNATIONAL AIDS CONFERENCE 3-8 August 2008, Mexico City. Poster Exibition WEPE0327

Resultado: Resumo de Congresso Internacional
Referência: AP Souto Melo, MDC Guimarães, FA Acurcio, LN Campos, MG Braga Ceccato, CC César. HIV/AIDS knowledge among adults with chronic mental illness in Brazil: a multilevel analysis. In: XVII INTERNATIONAL AIDS CONFERENCE 3-8 August 2008, Mexico City. CD-ROM Publication CDC0554


Voltar